Louboutin Pas Cher chaussures christian louboutin prix chaussures louboutin Moncler Pas Cher Moncler Pas Cher doudoune femme moncler doudoune homme moncler Moncler Pas Cher Moncler Pas Cher Louis Vuitton Pas Cher Moncler Pas Cher Moncler Pas Cher Louboutin Pas Cher
PortuguêsEnglishPolski





"A obra política da Revolução Francesa não foi senão a transposição, para o âmbito do Estado, da "reforma" que as seitas protestantes mais radicais adotaram em matéria de organização eclesiástica." (Parte I, Cap. 3, C)
Estudos

Índice

  • A inocência primeva e a contemplação sacral do universo no pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira
    No centenário de nascimento de Plinio Corrêa de Oliveira, o instituto que ostenta o seu nome lança uma coletânea inédita de seus ensinamentos. Nela o leitor vislumbrará um aspecto peculiar de sua fisionomia mora, ainda pouco conhecido: o pensador contemplativo, que inaugura uma escola nova de espiritualidade, caracterializada pela contemplação religiosa da ordem temporal, no sulco do que a teologia, a filosofia e a espiritualidade católica desenvolveram de melhor ao longo dos séculos.

  • A Cruzada do Século XX
    E é esta nossa finalidade, o nosso grande ideal. Caminhamos para a civilização católica que poderá nascer dos escombros do mundo de hoje, como dos escombros do mundo romano nasceu a civilização medieval. Caminhamos para a conquista deste ideal, com a coragem, a perseverança, a resolução de enfrentar e vencer todos os obstáculos, com que os cruzados marcharam para Jerusalém.

  • O século da guerra, da morte e do pecado
    Há uma virtude pela qual o homem ama a superioridade infinita de Deus, e a superioridade finita das criaturas que Deus constituiu acima dele como talento, formosura, poder, riqueza ou virtude: é a humildade. Esta virtude nos leva a sentir gáudio pelo que os outros têm a mais do que nós. Num mundo onde haja humildade, nada de mais amável e compreensível do que a hierarquia. Desde que a humildade cesse de existir, nada mais inevitável do que o ódio à hierarquia, a sede de nivelamento e conseqüentemente, a Revolução. Humildade e hierarquia; orgulho e Revolução são, pois, termos conexos.

  • O cinqüentenário da Pascendi
    Publicamos na íntegra os três artigos que o Professor Plinio Corrêa de Oliveira escreveu por ocasião do cinqüentenário da Encíclica Pascendi de São Pio X.

  • O centenário da Encíclica Pascendi
    O Papa São Pio X condenou o movimento modernista, que se infiltrara nas próprias fileiras católicas com a finalidade de modernizar, adaptar e deturpar inteiramente o ensinamento tradicional da Igreja.

  • A concepção medieval da arte
    Estudar a arte da Idade Média como se faz algumas vezes, sem se reportar ao espírito e preocupando-se unicamente com o progresso da técnica, é equivocar-se, é confundir as épocas...

  • Comunismo, uma verdadeira seita, uma anti-Igreja
    Poucas pessoas se dão conta hoje em dia de que o pior mal do comunismo não está nas ditaduras que ele exerce em Cuba ou na China, mas está em sua doutrina, que é fundamentalmente sectária e anti-católica. Por isso, pareceu-nos oportuno transcrever aqui parte de uma palestra feita pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira sobre o presente tema.

  • Demolidores e Criadores
    Enquanto tudo passa e perece a seus pés, a Igreja mantém-se erguida, porque está sustentada pelo poder do alto. Abramos a cortina do cenário dos povos modernos, e veremos que, em cada século, os filhos da Igreja têm que levar a seus lábios a trombeta guerreira. Esta luta não terminará porque eterno é o antagonismo entre a sombra e a luz. Enquanto os filhos da sombra demolem, os filhos da luz regeneram.

  • Douceur de vivre
    Para o homem contemporâneo, mergulhado no hedonismo e incapaz de experimentar autênticas alegrias espirituais, a expressão douceur de vivre possui um significado meramente natural e reduz-se à amarga satisfação que nasce do consumo e gozo dos bens puramente sensuais.

  • Entrevista sobre a RCR, guerra psicológica, "peace mouvement"
    Entrevista sobre: a obra "Revolução e Contra-Revolução"; o movimento pacifista ("Peace Mouvement"); explanação a respeito da guerra psicológica revolucionária; a posição da Igreja hoje em relação ao problema da Revolução e da Contra-Revolução

  • Pretextos da revolução protestante e sua refutação
    A "questão das indulgências" foi mero pretexto para a revolta. Vários anos antes, Lutero já defendia e propagava idéias abertamente heréticas. Por detrás da questão das indulgências estava a negação de vários outros pontos doutrinários.

  • O Enigma da Bastilha
    A verdadeira importância dos acontecimentos de 14 de julho de 1789 reside no enorme impulso que deu à transição da velha França tradicional e orgânica, com suas liberdades e franquias, para a França administrativa e policial dos tempos modernos. O enigma está em que ainda hoje a data seja comemorada como a aurora da liberdade.

  • Devoção Mariana: fator decisivo no embate entre Revolução e Contra-Revolução
    Qual o nexo profundo existente entre a devoção a Nossa Senhora e a temática de "Revolução e Contra-Revolução" (a "RCR", como é conhecida), obra fundamental do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira? Tal é o objeto das admiráveis considerações, que a seguir publicamos. São elas parte integrante do Prólogo que o Prof. Plinio escreveu para a edição argentina da "RCR" (Buenos Aires, 1970).

  • O espírito humano tem fome de absurdo e de pecado (Donoso Cortés)
    No capítulo VIII da Parte I de Revolução e Contra-Revolução, o professor Plinio Corrêa de Oliveira descreve em linhas gerais a influência dos fatores "passionais" nos aspectos estritamente ideológicos do processo revolucionário. Mostra-se nesse capítulo o fato de que em todo homem decaído, por causa do Pecado Original, há uma debilidade na inteligência e uma tendência primeira, e anterior a qualquer raciocínio, que o incita a revoltar-se contra a Lei. Em nota, o professor Plinio cita Donoso Cortés e diz que ele dá um importante desenvolvimento para esta verdade. Colocamos, então, disponível para estudo de nossos leitores o texto citado do famoso estadista Donoso Cortés.

  • Cristandade: sacralidade da ordem temporal
    "A ordem temporal é uma criatura de Deus, devendo dar mais glória ao Criador do que a lua e as estrelas. Por certo, pertencem à Igreja os meios próprios para promover a salvação das almas, mas a sociedade e o Estado possuem meios instrumentais para alcançar o mesmo fim".

Receba as atualizações deste site em seu e-mail:
Outros Artigos

Revolucionários: Decisiva derrota de Napoleão na Rússia

Ultramontanos séc XIX: Os Católicos Franceses do Século XIX - Parte 19 - O fim do partido católico

Artigos: Como nasceu a providencial obra Revolução e Contra-Revolução

Ultramontanos séc XIX: Os Católicos Franceses do Século XIX - Parte 18 - O padre Dupanloup e um acordo inesperado

Adquira Já


Revolução e Contra-Revolução
EDIÇÃO ESPECIAL

Promoção
R$ 32,00(*) + Frete R$ 6,00 (**)

Valor total: R$ 38,00
Clique aqui e faça seu pedido
(*) Preço normal: R$ 40,90 + frete;
(**) Válido para todo território nacional;

A inocência primeva e  a contemplação sacral  do universo no pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira
A inocência primeva e a contemplação sacral do universo no pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira
Preços: R$ 45,00 + Frete R$ 6,00 (*)
Valor total: R$ 51,00
Clique aqui e faça seu pedido
(*) Válido para todo território nacional;
Clique aqui e veja outros produtos

Autoriza-se a reprodução com fins não lucrativos dos artigos deste site desde que citada a fonte.